Palmito Juçara - Euterpe edulis


Já faz algum tempo que quero fazer um post sobre o Palmito Juçara , que é sem dúvidas a minha palmeira favorita.
Minha admiração por essa planta começou nos tempos da faculdade, quando tive a chance de conhecer a Serra do Palmital em Caçapava (que de palmital tem só o nome) .. e que em alguns pontos bem isolados...disse beeeeeem isolados mesmo...é repleta dessa palmeira. Lembro muito bem também de ver em vários pontos das trilhas os rastros dos palmiteiros...mais temidos do que qualquer bicho que poderíamos encontrar pelo caminho...

O palmito Juçara é uma palmeira lindíssima, nativa da nossa Mata Atlântica, mas que está ameaçada de extinção por sua extração sem freios para a venda do palmito....
Só para se ter um ideia...a palmeira demora cerca de 12 anos para atingir a maturidade para o corte do palmito...e cada palmeira rende em média APENAS 20 cm de palmito....

Outra curiosidade interessante é que essa palmeira é pouquíssimo usada em jardins...
Faz um teste...entra em uma loja de plantas e pergunta se eles tem Palmeira/Palmito Juçara para vender...provavelmente o vendedor vai fazer cara de Ué e perguntar pra alguém...ou então você ouve respostas das mais cabeludas do tipo..."Ahhhh moça isso aí não pode plantar não porque se não depois você não pode cortar e dá problema no Ibama!"

Resumindo...temos disponível uma palmeira linda, ameaçada de extinção, e que pouca gente conhece...o que pouca gente conhece pouca gente vende...e isso vira um ciclo em que cada vez mais usamos no paisagismo palmeiras vindas dos cafundós (Austrália, Madagascar, etc..) e  em contrapartida não plantamos e ainda cortamos palmeiras nativas... o que pra mim é TOTALMENTE contraditório!

Por isso tenho o maior orgulho de ter 2 Juçaras no jardim da minha casa! Eles vão ficar lindos e imensos, marcando a entrada de forma majestosa! E ainda como bônus quem sabe alguns tucanos não passam a visitar quando estiver com frutinhos?



Palmitos se destacando na mata.

POR QUE USAR NO PAISAGISMO?
Palmeira linda, nativa, atrai avifauna, contribui para perpetuação da espécie que está em extinção
Altura máxima: 20 metros
Diâmetro do caule: 15 cm
Clima: Tropical, Subtropical
Mudas pequenas devem ser mantidas preferencialmente em meia-sombra, com o crescimento a copa atinge altura e fica exposta a pleno sol. 
Necessidade hídrica: Alta em fase de adaptação
Crescimento: Lento

Gostou da ideia de ter uma palmeira linda e com história para contar? Alguns viveiros vendem palmeiras de até 6 m! Não há mais desculpas para não usar e abusar dessa espécie no paisagismo:





4 comentários:

  1. Olá, parabéns pelo texto. Tenho duas perguntas:
    1- Qual a frequência de rega?
    2- Qual é a fase de adaptação cuja necessidade hídrica é alta? Não ficou claro no texto.

    Grata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jamile, o ideal é manter o solo sempre úmido mas não encharcado... até os 50cm altura a planta e bem sensível ao sol e falta agua... depois se torna mais resistente... mas uma rega diária e sempre bem vinda.
      Espero ter ajudado.

      Excluir
  2. Olá Jamille!
    Obrigada pela visita e comentário!
    A fase de adaptação é de geralmente 30 dias, mas depende muito da época de plantio e do microclima do local. Em locais ou épocas mais secas é interessante regar até 2 x/dia por no mínio 30 dias, em épocas chuvosas a muda tende a enraizar mais rápido, um indício de adaptação é que ela não perde mais folhas e inicia o brotamento.
    Muito importante procurar fornecedores de mudas da sua região, isso garante 70% de sucesso.
    Obrigada!

    ResponderExcluir